Documento sem título
 
 
 
 
         
 
Documento sem título
FEDERAÇÃO
Funções
Missão
Base Territorial
Editais
Notícias
Informativos
Federação em Ação

Sindicatos Filiados

Convenções Coletivas

Circular de Reajuste

Benefícios

Dia das Crianças

Material Escolar

Dúvidas

Serviços Úteis

Disque Denúncia

Contato
 
 
 
Notícias
 
NotŪcia - 13/04/2023 - Mulheres na Ci√™ncia, evento da Fundep UFMG, debate a economia do cuidado
13/04/2023 - Mulheres na Ciência, evento da Fundep UFMG, debate a economia do cuidado

Profiss√Ķes de assist√™ncia e bem-estar s√£o realizadas, em sua maioria, pelas mulheres.

No dia 14 de abril, às 15h, a série de encontros Mulheres na Ciência - iniciativa coordenada pela Fundação de Apoio da UFMG (Fundep) em parceria com o State Innovation Center - discute a economia do cuidado em sua 11ª edição.

O evento √© on-line, com transmiss√£o via YouTube (canais da Fundep e do State Innovation Center) e gratuito. As inscri√ß√Ķes podem ser feitas pelo Sympla at√© no dia da conversa.

O termo foi definido pela Organiza√ß√£o das Na√ß√Ķes Unidas (ONU) para designar as atividades econ√īmicas desempenhadas para o bem-estar e sobreviv√™ncia das pessoas, envolvendo desde afazeres dom√©sticos, servi√ßos pessoais, sa√ļde, educa√ß√£o √† prepara√ß√£o de alimentos.

A partir da constru√ß√£o cultural da maternidade e da responsabilidade feminina sobre o cuidado, as profiss√Ķes ligadas √† assist√™ncia e bem-estar s√£o mais designadas √†s mulheres, que, em fun√ß√£o da especificidade do of√≠cio, saltaram sua participa√ß√£o neste mercado de trabalho de 18% para 50% em cinco d√©cadas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Pesquisa e Estat√≠stica (IBGE) publicados na Revista Fapesp, em 2021. E, ainda, h√° o contexto de que, na Am√©rica Latina, o cuidado √© feito pelas fam√≠lias, desempenhado pelas figuras femininas que o fazem gratuitamente.

Em mar√ßo deste ano, o Minist√©rio do Desenvolvimento e Assist√™ncia Social, Fam√≠lia e Combate √† Fome (MDS) prop√īs a elabora√ß√£o da Pol√≠tica Nacional de Cuidados por meio de um grupo de trabalho interministerial em parceria com o Minist√©rio das Mulheres para discutir a pol√≠tica e propor a√ß√Ķes. Para contribuir com o desenvolvimento das iniciativas, participam desse grupo representantes do IBGE, do Instituto de Pesquisa Econ√īmica Aplicada (Ipea) e da Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (Fiocruz).

‚ÄúO prop√≥sito da iniciativa √© articular as pol√≠ticas j√° existentes nas diversas esferas do governo com outras a√ß√Ķes que ainda precisam ser criadas, de modo a assegurar o atendimento √†s necessidades de cuidado como um todo. O foco ser√°, inicialmente, a popula√ß√£o que tem depend√™ncia permanente de cuidados e, tamb√©m, assegurar os direitos trabalhistas das pessoas que cuidam.

Esse setor na economia brasileira √© enorme e as atividades, em sua maior parte, s√£o feitas em domic√≠lios, de forma n√£o remunerada ou com sal√°rios prec√°rios. No n√ļcleo de trabalhadores do cuidado se concentram, sobretudo, as mulheres negras do pa√≠s‚ÄĚ, explica a professora Simone Wajnman, do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar) da Faculdade de Ci√™ncias Econ√īmicas (Face) da UFMG).

Participantes

Nesta edi√ß√£o do Mulheres na Ci√™ncia, a roda de conversa sobre o tema ser√° mediada pela professora e coordenadora do Mestrado Profissional em Ensino de Hist√≥ria da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Leonice Mourad. Junto com ela estar√£o: Simone Wajnman, professora do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional da Faculdade de Ci√™ncias Econ√īmicas da UFMG; Leila Coutinho, do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim) em Santa Maria (RS); Fabiana Soares, consultora de gest√£o de pessoas, diversidade, cultura inclusiva e lideran√ßa feminina; e, tamb√©m, representantes do Sindicato das Empregadas e Trabalhadores Dom√©sticos da Grande S√£o Paulo (Sindom√©stica), a advogada Nathalie Ros√°rio e a diretora Jana√≠na Souza.

‚ÄúOs estudos sobre a economia do cuidado t√™m sido discutidos em fun√ß√£o da sua import√Ęncia para reverter a desigualdade social e reconhecer os direitos de quem a exerce. √Č preciso mensurar esse tipo de trabalho que √© realizado, de forma geral, pelas mulheres, tanto na dimens√£o da formalidade, quanto na falta de prote√ß√£o social.

O per√≠odo pand√™mico demandou, de forma significativa, aten√ß√£o especial aos idosos, crian√ßas e familiares com doen√ßas e comorbidades. O evento pretende ser um espa√ßo para debater a rotina e os encargos dessas atividades que s√£o invisibilizadas, mas que movimentam a economia‚ÄĚ, explica a professora da UFSM Leonice Mourad.

Os encontros Mulheres na Ciência têm o apoio do Biotechtown, hub de inovação, desenvolvimento de empresas, produtos e negócios nas áreas de Biotecnologia e Ciências da Vida.

Conheça as participantes:

Fabiana Soares | Consultora de gestão de pessoas, diversidade, cultura inclusiva e liderança feminina.

√Č especialista em Gest√£o de Pessoas, com experi√™ncia como executiva de Recursos Humanos, atuando nos segmentos de constru√ß√£o civil, ind√ļstria, energia e servi√ßos, nos estados de S√£o Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Pernambuco. Fabiana tamb√©m √© consultora de estrutura√ß√£o de projetos e gest√£o de pessoas, diversidade e cultura inclusiva e lideran√ßa feminina. Entre as atividades j√° desenvolvidas por ela est√£o a vice-presid√™ncia da Associa√ß√£o Brasileira de Recursos Humanos em Pernambuco e consultoria na Unesco para o Projeto Educa√ß√£o Livre (2015/2016) e da ONU Mulheres (2019/2021) para o Programa GanhaGanha.

Janaína Souza | Diretora do Sindicato das Empregadas e Trabalhadores Domésticos da Grande São Paulo (Sindoméstica).

√Č diretora do Sindicato das Empregadas e dos Trabalhadores Dom√©sticos da Grande S√£o Paulo (Sindom√©stica) desde 2015. Jana√≠na trabalhou como dom√©stica e foi por meio da profiss√£o que conheceu o trabalho do sindicato. Como gestora do sindicato esteve √† frente de muitas lutas pelo reconhecimento da categoria e das leis em prol dos trabalhadores do setor.

Leila Coutinho | Membro do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim) em Santa Maria (RS) e da Cruz Vermelha - Rio Grande do Sul.

Leila buscou a sua formação na enfermagem a cada degrau, começando como auxiliar, técnica e depois com a graduação na área. Ela também tem pós-graduação em auditoria hospitalar e em formação de docentes para a educação profissional. Em sua jornada, já trabalhou no Hospital Geral de Santa Maria (HGESM) e no atendimento de urgência e emergência, tendo participado do resgate às vítimas do incêndio da Boate Kiss. A participante também é conselheira do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim) em Santa Maria (RS) e da Cruz Vermelha no Rio Grande do Sul.

Leonice Mourad | Professora do Departamento de Metodologia do Ensino, docente e coordenadora do Mestrado Profissional em Ensino de História da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Professora na UFSM, Leonice tem experi√™ncia em ensino, pesquisa e extens√£o com tem√°ticas de Educa√ß√£o, Ci√™ncias Sociais, Hist√≥ria, Direito, Geografia e Ci√™ncias Agr√°rias Sociais. √Č mestra em Hist√≥ria da Am√©rica Latina, em Geografia, em Pol√≠ticas P√ļblicas e Gest√£o Educacional. Doutora em Hist√≥ria da Am√©rica Latina e Geografia.

Nathalie Rosário de Alcides | Advogada do Sindicato das Empregadas e Trabalhadores Domésticos da Grande São Paulo (Sindoméstica).

Nathalie √© bacharel em Direito e tem especializa√ß√£o em Direito e Processo do Trabalho. Participa do movimento sindical em prol da categoria dom√©stica desde 2015, quando come√ßou a trabalhar como assistente jur√≠dico no Sindicato das Empregadas e Trabalhadores Dom√©sticos da Grande S√£o Paulo (Sindom√©stica). Em 2018, ela foi promovida a advogada do sindicato e, em sua atua√ß√£o, realiza o apoio √† √°rea extrajudicial e judicial. √Č mediadora e conciliadora certificada pela C√Ęmara de Arbitragem, Media√ß√£o, Concilia√ß√£o e Estudos de S√£o Paulo (Camcesp).

Simone Wajnman | Professora do Departamento de Demografia da UFMG e pesquisadora residente no Cedeplar-UFMG.

Simone Wajnman √© economista e dem√≥grafa, professora titular aposentada do Departamento de Demografia e pesquisadora do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional da Faculdade de Ci√™ncias Econ√īmicas (Cedeplar) da UFMG. As suas √°reas de pesquisa s√£o demografia econ√īmica, mercado de trabalho e diferenciais de g√™nero, demografia da fam√≠lia e cuidados. Tem diversas publica√ß√Ķes nessas √°reas e j√° orientou in√ļmeras disserta√ß√Ķes de mestrado e teses de doutorado nesses temas.

Fonte: ufmg.br
 
 
Documento sem título
Sede - São Paulo
Av. Casper Líbero, 383, 13° andar, sl 13c
Centro - São Paulo/SP
(Próx. a Estação da Luz)

Telefone:
(11) 3228-1390
 
 
2014 Copyright © Todos os direitos reservados