Documento sem título
 
 
         
 
Documento sem título
FEDERAÇÃO
Funções
Missão
Base Territorial
Editais
Notícias
Informativos
Federação em Ação

Sindicatos Filiados

Convenções Coletivas

Circular de Reajuste

Benefícios

Parceiros

Dúvidas

Serviços Úteis

Disque Denúncia

Contato
 
 
 
Notícias
 
Notícia - 18/12/2015 - Salário mínimo paulista vai subir 10,5% em 2016
18/12/2015 - Salário mínimo paulista vai subir 10,5% em 2016

O salário mínimo paulista deve subir 10,5% em 2016. O pedido de reajuste foi publicado ontem no Diário Oficial do Estado. Com isso, a faixa 1 passará de R$ 905,00 pra R$ 1 mil. Já a faixa 2 subirá de R$ 920,00 para R$ 1.017,00.

Os valores fazem parte de um projeto de lei enviado pelo Governo do Estado, em caráter de urgência, à Assembleia Legislativa, cuja maioria dos deputados apoia o governador Geraldo Alckmin (PSDB). Essa condição torna a aprovação da mudança muito provável.

Se for aprovado a tempo, os novos valores começam a valer a partir de 1º de janeiro. “O problema é que esse aumento não repõe a perda real que o trabalhador teve este ano. Além disso, o salário mínimo serve apenas de referência para algumas situações, porque dificilmente alguém sobrevive com ele”, diz o economista Hélio Hallite.

Atenção

O aumento vale apenas para funcionários da iniciativa privad[/TEXTO]a que não tenham piso definido por lei, acordo ou convenção coletiva de trabalho. Entre eles, estão empregados domésticos, serventes e contínuos.

Quem estiver incluído nas categorias e mas não receber o valor adequado terá de reclamar. “Nesse caso, o jeito é procurar o sindicato, que pode fazer uma negociação, ou procurar a Justiça do Trabalho”, explica o advogado Cleiton Leal Dias Júnior.

Faixa 1


Passa de R$ 905,00 para R$ 1.000,00

Funções: trabalhadores domésticos, serventes, trabalhadores agropecuários e florestais, pescadores, contínuos, mensageiros e trabalhadores de serviços de limpeza e conservação, trabalhadores de serviços de manutenção de áreas verdes e de logradouros públicos, auxiliares de serviços gerais de escritório, empregados não especializados do comércio, da indústria e de serviços administrativos, cumins, barboys, lavadeiros, ascensoristas, motoboys, trabalhadores de movimentação e manipulação de mercadorias e materiais e trabalhadores não especializados de minas e pedreiras; operadores de máquinas e implementos agrícolas e florestais, de máquinas da construção civil, de mineração e de cortar e lavrar madeira, classificadores de correspondência e carteiros, tintureiros, barbeiros, cabeleireiros, manicures e pedicures, dedetizadores, vendedores, trabalhadores de costura e estofadores, pedreiros, trabalhadores de preparação de alimentos e bebidas, de fabricação e confecção de papel e papelão, trabalhadores em serviços de proteção e segurança pessoal e patrimonial, trabalhadores de serviços de turismo e hospedagem, garçons, cobradores de transportes coletivos, barmen, pintores, encanadores, soldadores, chapeadores, montadores de estruturas metálicas, vidreiros e ceramistas, fiandeiros, tecelões, tingidores, trabalhadores de curtimento, joalheiros, ourives, operadores de máquinas de escritório, datilógrafos, digitadores, telefonistas, operadores de telefone e de telemarketing, atendentes e comissários de serviços de transporte de passageiros, trabalhadores de redes de energia e de telecomunicações, mestres e contramestres, marceneiros, trabalhadores em usinagem de metais, ajustadores mecânicos, montadores de máquinas, operadores de instalações de processamento químico e supervisores de produção e manutenção industrial.

Faixa 2

Passa de R$ 920,00 para R$ 1.017,00

Funções: administradores agropecuários e florestais, trabalhadores de serviços de higiene e saúde, chefes de serviços de transportes e de comunicações, supervisores de compras e de vendas, agentes técnicos em vendas e representantes comerciais, operadores de estação de rádio e de estação de televisão, de equipamentos de sonorização e de projeção cinematográfica e técnicos em eletrônica.

Fonte: A Tribuna
 
 
Documento sem título
Sede - São Paulo
Av. Casper Líbero, 383, 13° andar, sl 13c
Centro - São Paulo/SP
(Próx. a Estação da Luz)

Telefone:
(11) 3228-1390
 
Sub Sede - Campinas:
Rua Visconde do Rio Branco, 301 - Ed Liberdade
5º Andar - Conj 501 - Sala 02
Centro - Campinas/SP

Telefone:
(19) 3232-0956
 
2014 Copyright © Todos os direitos reservados