Documento sem título
     
 
 
 
 
         
 
Documento sem título
FEDERAÇÃO
Funções
Missão
Base Territorial
Editais
Notícias
Federação em Ação

Sindicatos Filiados

Convenções Coletivas

Benefícios

Dúvidas

Serviços Úteis

Disque Denúncia

Contato
 
 
 
Notícias
 
Notícia - 25/01/2016 - Segredo foi a autoestima, diz filho de doméstica aprovado em medicina no PI
25/01/2016 - Segredo foi a autoestima, diz filho de doméstica aprovado em medicina no PI



Estudar em escola pública de uma pequena cidade no interior do Piauí, ser filho de um casal pobre formado por empregada doméstica e pedreiro poderiam abater o emocional de qualquer jovem que tenta ingressar no curso de medicina de uma universidade federal. Mas a história de Sérgio Santana, 18, contrariou essa lógica e mostrou como a fé pode remover montanhas, ou melhor, como ela pode levar à aprovação.

Ex-aluno da Unidade Escolar Malaquias Damasceno, em São Lourenço (a 539 km de Teresina), Santana foi selecionado para o curso de medicina da UFPI (Universidade Federal do Piauí). Com nota 793,22 no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), ele foi aprovado na chamada regular do Sisu (Sistema Integrado de Seleção Unificada).

O jovem, que terminou o ensino médio em 2014, conta que levou um tempo para acreditar que poderia ser aprovado em um curso de grande concorrência. Mas admite que a fé em si mesmo foi o principal elemento.

"Por ser de escola pública, pensava: "tem gente muito mais bem preparada." Até 2014 pensava que não era capaz, mas minha nota melhorou muito do Enem 2013 para o de 2014 (saltou de 580 para 643). Foi um salto na minha autoestima. Depois do Enem 2014 percebi que tinha capacidade, que era possível e estudei", contou.

Após deixar o ensino médio, Santana decidiu estudar sozinho em casa. Não fez cursinho, como tantos, e revela que a rotina de estudos não foi das mais puxadas. "Acordava pela manhã às 8h30, começava a estudar às 9h e ia até o meio-dia. Almoçava e descansava um pouco, às 15h retornava e ficava até as 18h. No primeiro semestre, costumava estudar na madrugada, mas vi que rendia menos, aí mudei", disse.

Festa pela aprovação

O jovem conta que, quando o pai soube da aprovação, fez uma grande festa. "Acordei umas 6h, olhei no site e ainda não tinha saído. Dormi mais um pouco e acordei novamente umas 8h, e quando olhei estava o resultado. Estava sozinho em casa e liguei primeiro para o meu pai para avisar. E ele e minha mãe vieram com duas caixas de fogos. Depois outros amigos e parentes vieram também", afirmou.

Sobre a futura carreira, o jovem disse que pretende retornar à cidade onde sempre morou para ajudar os moradores. A inspiração em ajudar veio da vida difícil. O pai de Sérgio, Hamilton Santana, é pedreiro e nem sempre tem serviço. A mãe, Marizete dos santos, está desempregada e vive de bicos.

"Eu nunca tive o sonho de ser médico desde criança. Só fui me interessar no final do ensino médio, quando pesquisei sobre o curso e foi aí que gostei porque, ao mesmo tempo que é uma área humana, ela tem uma ciência. E quero ajudar as pessoas".

Segundo ele, apesar dos pais sempre apoiarem, a irmã formada em serviço social foi quem mais a incentivou na época de estudos. "Era ela quem mais me incentivava, e quando via que estava de bobeira mandava estudar. Ela vai me ajudar a me manter lá em Teresina", finalizou.

Fonte: UOL
 
 
Documento sem título
Endereço:
Av. Casper Líbero, 383, 2° andar, sala 2d
Centro - São Paulo/SP (Próx. a Estação da Luz)
CEP: 01033-001
 
Telefone:
(11) 3228-1390
 
2014 Copyright © Todos os direitos reservados