Documento sem título
 
 
         
 
Documento sem título
FEDERAÇÃO
Funções
Missão
Base Territorial
Editais
Notícias
Informativos
Federação em Ação

Sindicatos Filiados

Convenções Coletivas

Circular de Reajuste

Benefícios

Parceiros

Dúvidas

Serviços Úteis

Disque Denúncia

Contato
 
 
 
 
Notícias
 
Notícia - 10/04/2014 - Informativo – LEI 12.964/2014
10/04/2014 - Informativo – LEI 12.964/2014

Há mais de um ano aprovada a PEC 66 das Domésticas, e no aguardo de sua regulamentação pela Câmara dos Deputados, a Presidente Dilma Rousseff sancionou a Lei 12.964 no dia 08/04/2014, que altera a Lei nº 5.859/72, publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial da União, acrescendo o artigo que determina “multa pela falta de anotação da data de admissão e da remuneração do empregado doméstico na CTPS em 100% (cem por cento)”, do valor de referência regional.

A penalidade poderá ser imposta em 120 dias, quando a lei começará a ter efeitos, ou seja, dia 07 de agosto.

De acordo com o texto da lei, a Justiça trabalhista pode avaliar se houve “gravidade considerando-se o tempo de serviço do empregado, a idade, o número de empregados e o tipo de infração, assim como o percentual de elevação da multa poderá ser reduzido se o tempo de serviço for reconhecido voluntariamente pelo empregador, com a efetivação das anotações pertinentes e o recolhimento das contribuições previdenciárias devidas”.

Em decorrência à interesses eleitorais liderados pela bancada feminina na Câmara, os direitos trabalhistas assegurados para as domésticas aprovados pela Emenda Constitucional, ficaram sem a devida regulamentação, deixando as trabalhadoras da categoria sem amparo trabalhista.
O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), anunciou que amanhã (quinta-feira), junto aos deputados devem analisar o projeto de lei complementar que regulamenta o trabalho doméstico.

Todas as alterações que devem ser propostas têm como principal objetivo a igualdade de direitos. Após um ano da promulgação da emenda constitucional das Domésticas, que garantiu os mesmos direitos dos demais trabalhadores urbanos e rurais, profissionais do setor continuam sem poder desfrutar de boa parte dos benefícios, como Seguro-desemprego e recolhimento obrigatório do FGTS.
A Federação das Empregadas e trabalhadores Domésticos do Estado de São Paulo continuará reivindicando e lutando junto aos órgãos competentes, para que a categoria das Domésticas seja reconhecida, e elimine de vez o estigma de escravas domésticas.

Eliana Gomes Menezes
Presidente
Federação das Empregadas e Trabalhadores Domésticos do Estado de São Paulo
 
 
Documento sem título
Sede - São Paulo
Av. Casper Líbero, 383, 13° andar, sl 13c
Centro - São Paulo/SP
(Próx. a Estação da Luz)

Telefone:
(11) 3228-1390
 
Sub Sede - Campinas:
Rua Visconde do Rio Branco, 301 - Ed Liberdade
5º Andar - Conj 501 - Sala 02
Centro - Campinas/SP

Telefone:
(19) 3232-0956
 
2014 Copyright © Todos os direitos reservados